-- particles

O que é geomarketing?

Com o avanço do digital, o endereço do seu negócio já não tem mais a importância que teve um dia. Mas sabia que a localização geográfica ainda não perdeu o seu posto de elemento estratégico para o marketing? A diferença é que, agora, em vez de se preocupar com o posicionamento da loja, mais interessante é saber por onde anda o seu cliente, para assim alcançá-lo da melhor maneira.

Estamos falando sobre um conceito ainda pouco conhecido entre as pequenas e médias empresas. Você já sabe o que é geomarketing? Quer entendê-lo melhor? Trata-se de uma tendência cada vez mais quente na área do marketing digital. A informação da localização geográfica do seu consumidor é importante principalmente para a segmentação do seu público, tanto para potencializar suas campanhas quanto para melhorar suas estratégias.

Ele está intimamente atrelado à ideia contemporânea de mobilidade — seu cliente está sempre em movimento.

O que é geomarketing e como ele funciona?

Sabendo por onde o seu cliente anda, é possível conhecê-lo melhor, entendendo seu comportamento e seus interesses. Assim, fica mais fácil conseguir atingi-lo na hora e no local exatos para o consumo, entregando o conteúdo por meio de anúncios, mensagens, notificações ou posts. E, conforme essa tecnologia é cada vez mais usada, são ampliadas também as formas de uso e seus potenciais.

Mas como conseguir essas informações? Bem, a verdade é que somos vigiados pelos aparelhinhos que carregamos por aí e que nunca saem do nosso lado: os smartphones. Onde nós vamos, eles nos acompanham — e ainda permitimos que eles nos localizem quando ativamos o GPS.

Além disso, compartilhamos estas informações com todo mundo pelas redes sociais quando, por exemplo, fazemos check-in no Facebook ou quando publicamos uma foto no Instagram marcando o local.

Como aplicar essa técnica?

Existem algumas estratégias que as grandes empresas já estão usando, mas que são acessíveis para as médias e pequenas e a maior parte delas se dá pelas mídias sociais pagas.  Vamos conhecê-las?

Geotargeting

Essa estratégia segmenta públicos de acordo com a localização, tendo, em geral, o endereço IP do usuário como referência. Assim, o seu conteúdo alcança somente pessoas de determinado país, estado, cidade ou até bairro (por meio do CEP), de acordo com a sua estratégia.

Essa segmentação é oferecida pela maioria das plataformas de mídias sociais pagas, como Google AdWords e Facebook Ads.

Geofencing

Permite alcançar seu público em tempo real, de acordo com movimentação do GPS do seu cliente. Funciona assim: ao entrar em determinada área, o cliente em potencial recebe uma notificação, um e-mail ou até um SMS com o conteúdo da empresa.

Pode ser, por exemplo, um cupom de desconto para ser usado no seu estabelecimento, incentivando assim que ele entre.

Check-ins

Esse recurso é um dos principais exemplos do bom uso do geomarketing. Existe uma ferramenta do Facebook muito interessante, que consiste em disponibilizar Wi-Fi gratuito ao usuário que marque na rede social que está no seu estabelecimento, o famoso check-in. Dessa forma, ele conta para toda a rede que está ali, incentivando os amigos a também frequentarem o local.

Ainda dá fazer muitas outras coisas, como personalizar o site de acordo com a localização de quem entra nele, por exemplo. Que tal uma versão em inglês para estrangeiros? Ou, ainda, criar geofiltros, oferecendo aos usuários do Snapchat elementos da sua marca para serem usados na fotos e vídeos?

Enfim, com o geomarketing, um mundo de possibilidades se abre ao empreendedor. Cabe a você estar atento a essas novidades e incluí-las na sua estratégia de marketing.

Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Curta nossa página no Facebook e não perca mais nenhum post!

Mais conteúdos interessantes para você.